quarta-feira, 30 de setembro de 2009

De quantos mandatos precisará ainda L.F.Menezes


Para resolver o problema da Rotunda de Sto. Ovidio?
Como turista não vê, não se soluciona.

Chegou o Outono

Clica na foto para ampliar

terça-feira, 29 de setembro de 2009

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

A dupla maravilha convidou o Papa a vir a Fátima

Com tudo pago...
Como contrapartida querem um milagre no próximo Domingo.

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Já fostes!



(foto DN)

FERNANDO LIMA

"Fernando Lima tem sido assessor e conselheiro de Cavaco Silva desde que este chegou a primeiro-ministro pela primeira vez, em 1985." (JN)


Ó Lima, tu nunca digas que foi o Cavaco que armou a tramóia toda, bais ber que tens tacho gordo até ao fim da bida.

sábado, 19 de setembro de 2009

A sucessão de Pinto da Costa

Jorge Nuno Pinto da Costa falou ontem, na inauguração da Casa do Porto de Alfena, pela primeira vez “da sua sucessão e prometeu um clube ganhador mesmo sem ele no comando.”(JN)

Pinto da Costa não aceitou que atribuíssem o seu nome ao estádio do FCP, mas como ele ontem admitiu que poderá estar de saída, há já quem opine se devia erigir uma estátua na avenida do estádio em sua honra.

A manter a mesma postura, Pinto da costa não aceitará tal homenagem em vida, assim, eu defenderia que após a sua morte, na tal avenida se deveria erguer um busto dele, rebaptizar o estádio com o seu nome, e construir um pedestal encimado por uma estátua sua de corpo inteiro na Avenida dos Aliados ao lado da Menina Nua.


Pinto da Costa olé, Pinto da Costa olé…


BIBÓ PORTO.




sexta-feira, 18 de setembro de 2009

E agora? (transcrição do e-mail da polémica)

Documentos provam que foi o principal assessor de Cavaco Silva, Fernando Lima, quem deu indicações ao editor do jornal Público, Luciano Alvarez sobre as suspeitas de o Presidente estar a ser vigiado pelo Governo. (DN)

-------------------------------------------------------------------------------------------

O e-mail da polémica


De: Luciano Alvarez

Enviado: quarta-feira, 23 de Abril de 2008 14:18

Para: José Tolentino Nóbrega

Assunto: Lê

Caro Tolentino

Vou fazer esta conversa por e-mail e não por telefone porque a situação é tão grave que é melhor não correr riscos de ser escutado. Como verás mais à frente nem os homens do Presidente da República arriscam a falar dele pelo telefone. Pode ser paranóia da parte deles, mas a verdade é que é melhor não correr riscos.

Primeira advertência: lê este e-mail sentado.

Segunda advertência: a história não vai ser fácil de fazer, mas se a conseguir-mos pode ser a bomba atómica.

Vamos por partes

1 – Na noite de terça-feira o Fernando Lima, do PR, telefonou-me a dizer que precisava de falar comigo num local discreto. Encontramo-nos hoje às 9 h da manhã num café discreto na avenida de Roma e foi logo direito ao assunto, estava ali para falar comigo a pedido do presidente da república, que o assunto era grave e que tinha escolhido falar comigo porque me achava um jornalista séria (isto seria a dar-me graxa) e porque o acha a presidência da república que o PÚBLICO é o único jornal português que não está vendido ao poder.

2 – O assunto era o seguinte (estás sentado?): o presidente da república acha que o gabinete do primeiro-ministro o anda a espiar e que a prova grande disso tinha sido dada na Madeira onde o primeiro-ministro tinha enviado um tipo que trabalha para o MAI só para espiar os passos do presidente e dos homens do seu gabinete. (mesmo que seja mentira ou que não passe de uma paranóia do PR estás a ver a gravidade do facto do o presidente pensar que o PM o anda a espiar). Estás a ver como estarão as relações entre eles e a opinião que o PR tem do PM)

3– Depois entregou-me um dossier sobre um Rui Paulo da Silva Figueiredo que é adjunto jurídico do PM, trabalha para o MAI, já passou pelos gabinetes de diversos ministro e, segundo o Fernando Lima, terá tentado entrar para o SIS mas chumbou.

4. Esse tal Rui Paulo acompanhou a visita do PR, não se sabe como e e segundo o Lima “procurou observar, o mais por dentro possível, os passos da visita do Presidente e o modo de funcionamento interno do satff presidencial”. Ao satff do PR terá percebido isso bastante cedo e redobrou os cuidados.

5. – Estou a contar-te porque esta história, pode ser uma bomba ou não dar em nada. tem de começar pela Madeira com todo o cuidado e porque sei que posso contar com a tua discrição e habitual profissionalismo (isto não é graxa).

6. O Lima garantiu-me que Este tal Rui Paulo foi colocado na mesa dos assessores do PR no jantar oferecido pelo Representante da República no Palácio de São Lourenço e foi também convidado para o jantar que o Jardim ofereceu no último dia na Quinta da Veiga. Isto é verdade e facilmente confirmável.

7. O Lima sugere e eu acho bem duas perguntas para início do trabalho (até porque a eles também lhe interessa que isto começa na Madeira para não parecer que foi Belém que passou esta informação, mas sim alguém ligado ao Jardim)

8. Perguntas sugeridas pelo Lima: Perguntar à dr. Helena Borges, chefe do gabinete do representante da república se o conhece e se é verdade que, no jantar oferecido pelo representante no palácio de São Lourenço ele ficou na mesa dos assessores do PR (a gente já sabe que é verdade mas vamos fingir que não sabemos) e Porque ficou ele neste mesa sem antes ser dado conhecimento ao staff do PR. 2 Pergunta: Perguntar a Paulo Ferreira responsável pela informação do gabinete do Jardim, em que qualidade o tal Rui Paulo foi convidado para o jantar que Jardim ofereceu no último dia na Quinta da Veiga.

9. Agora digo eu: quem meteu este tipo na visita e em que comitiva é que ele entrou.

10. Como já te disse isto tudo pode ser paranóia dos do PR e do Lima, mas, mesmo sendo paranóia, não deixe de ser grave que o PR pense isto e que ande a passar a informação ao PÚBLICO manifestando uma grande vontade de a história vir a público (estás a ver a bronca). Acho também que se nós conseguirmos que houve um tipo do MAI e do gabinete do PM metido à sucapa na visita do PR já é um início de história.

11. – O Lima sugeriu-me que tratasse com ele (Lima) desta história por e-mail porque estão com medo das escutas.

12. Esta história só é do conhecimento do PR, do Lima, minha, do Zé Manuel Fernandes (que me pediu para não a contar a ninguém por enquanto, mas que eu tenho que ta contar para tu te pores em campo com o conhecimento total do que estamos a falar). Peço-te por isso toda a discrição.

13. O Lima passou-me um dossier completo sobre este Rui Paulo.

14. Eu estou de folga, vim só ao jornal tratar disto e vou para casa. Estou sem computador em casa (a minha mulher levou-mo para o trabalho). Quando acabares de ler o e-mail pudemos falar por telefone.

Um abraço e vai-te a eles.

Nota: O sublinhado amarelo e algumas gralhas foram mantidos por constarem no original.

Assessor de Cavaco acusado de sugerir escutas


Como vem sendo costume esta montanha vai parir mais um ratito, ou seja, o Lima sai de Belém (com um tacho noutro sítio) e o PR diz-nos que não sabia de nada.

Estretanto o "boato", devido ao tabu de Cavaco Silva, vai cumprindo a missão.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Trabalhadores a menos, ou fiscais a mais?




Hoje pelas 17 horas junto ao campo de jogos do Pasteleira, enquanto dois trabalhadores pintavam na faixa de rodagem aquilo que parece vir a ser uma pista para peões e bicicletas, uma mão cheia de fiscais (devidamente uniformizados) conversavam, à sombra, numa esplanada de café.
O Dr. Rui Rio não afirmou há muito tempo que isto tinha acabado?

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Se...


Se consegues abstrair-te dos problemas quando andando estendes a tua mão e alguém lhe pega com carinho…
Se um almoço simples na companhia de quem amas te parece um banquete…
Tu vives!

terça-feira, 1 de setembro de 2009

BEM(MAL)DITA SEJAS



















Tem estado sempre comigo

Embora a pensar em ti

Mereces-lhe toda a atenção

Confesso que nunca vi


É de manhã, é à noite

Estás sempre atravessada

Creio que até pensa em ti

Quando comigo deitada


Espero que de ti se livre

És razão para que eu reze

Estou cheio de te aturar

Vai embora bem(mal)dita tese.