segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

DE ANJO A DEMÓNIO CONSCIENTEMENTE



Que é como quem diz, de ofendido a réu, propositadamente. Veremos no que dá!
Des Contente

À ESPERA DUPINTO



Ele prometeu que me dava um tiro, elas receiam pela vida dele, o amor é assim

domingo, 30 de dezembro de 2007

BUSH PARVO


AHAHAHAHAHAHAH!!!! NUNCA VISTO, AHAHAHAHAHAHAH

AO MENSAGEIRO IDEAL, EX-FILHO DO CU

Diga para onde mando uma foto do seu filho que ele pediu para lhe entregar. (foto postada)
AHAHAHAHAHAHAHAH!!!

O TRINDADE - JULIO SILVA


O trindade dá graxa aos amaricanos pela mesma razão do Meditador, que ver se lhe pagam a passagem.
A razão de querer ir à América está na foto, a sua mulher manda um manhuço nas ventas...Chiça!
O Trindade leu o que escrevemos sobre o instituto de beleza da Lili Caneças e quer lá ir.
Ahahahahahahahah...
Des Contente

BUSH E O ESPELHO


COMEÇOU A SER LARILAS CEDO MESMO

"por volta dos 5/6 anos de idade, quando comecei a bater com o talher no prato e a larilar"
Não estou a inventar é o tá de guna quem escreve em
"O primeiro fadista batucador
Autor: António Torre da Guia
<torredaguia2004@yahoo.com.br> Data: 29-12-2007
(DESABAFE CONNOSCO DO JN)"
Eu já sabia, outros desconfiavam, e agora o letreiro confirma, sim senhor, é ?d'homem?
Ahahahahahah...!!!
Des Contente

DEPOIS DA VISITA DE BUSH JOÃO PAULO II NUNCA MAIS RECUPEROU


SEM COMENTÁRIOS


SERÁ QUE UM DIA TERÃO PAZ?

Desde que me conheço os Estados Unidos da América estiveram sempre em guerra com alguém.
Vários presidente foram peritos em fumentar a guerra em "casa" dos outros.
Os bons americanos estão fartos de ver chegar aviões, mais aviões carregados de soldados mortos.
Cabe aos bons americanos elegerem um presidente que ponha fim a tudo de mau que ultimamente se tem visto na América, graças ao Tal, os votos dos nossos "amigos luso-amaricanos não valem um chavelho, não contam para nada.


PELO ANDAR DA CARRUAGEM, A GUERRA SERÁ INDOOR UM DIA, QUERO VER DEPOIS COMO RESOLVEM O ASSUNTO.
Des Contente




PRESIDENTE DA REPÚBLICA CONCEDEU SEIS INDULTOS A RECLUSOS

"O Presidente da República, Cavaco Silva, concedeu hoje seis indultos a reclusos, depois de ter apreciado este ano 617 pedidos, indica uma nota oficial do Palácio de Belém."(in/Diário Digital)
Cavaco terá alegadamente pedido informações muito detalhadas nunca solicitadas por outros presidentes e decidiu-se por um número reduzido de indultos, não fosse o Diabo tecê-las e acontecer o mesmo que no ano passado.
Des Contente

B(R)HUTTO MISTÉÉÉÉÉÉÉÉRIO...

"A al Qaeda nega a autoria do atentado que vitimou a ex-primeira-ministra paquistanesa, Benazir Bhutto. O líder da al Qaeda no Paquistão disse, este sábado, que os costumes tribais da região não permitem que se ataquem mulheres.
Baitullah Mehsud, o líder tribal paquistanês presumivelmente ligado à al Qaeda, disse que não teve nada a ver com a morte de Bhutto. Na sexta-feira, o Governo de Islamabad difundiu a alegada gravação de uma conversa telefónica na qual Mehsud felicitaria um dos autores do atentado. Este sábado, através de um colaborador, o líder tribal veio dizer que não está implicado. Mehsud salienta que as tribos têm os próprios costumes, que os impedem de atacar mulheres. Mehsud acrescenta que a acusação se tratou de uma conspiração do Governo, do exército e dos serviços secretos paquistaneses.
O governo paquistanês divulgou novas imagens do atentado que vitimou Benazir Bhutto. O vídeo mostra Benazir momentos antes de se ouvir o que parecem ser três tiros e depois a explosão.
As autoridades disseram, na sexta-feira, que Benazir Bhutto não morreu dos tiros ou da explosão, mas por ter batido com a cabeça no tejadilho do carro ao tentar abrigar-se. Um dos assessores que preparou o corpo para o funeral disse que Benazir foi mesmo atingida na cabeça por um disparo. O autor dos tiros fez-se explodir de seguida."(in/TVI)

Quem tinha mais a ganhar com a morte de Benazir Bhutto?

O actual presidente claro, ele que garantiu segurança à candidata e falhou, quanto a mim prepositadamente, nada que não seja abitual nos aliados estratégicos dos Estados Unidos da América na região.

"Bin Laden é uma criação dos estúdios Paramount"

COMENTANDO: O que me descansa - Meditador - 29-12-2007
(DESABAFE CONNOSCO DO JN)

Olhe que não, olhe que não...
Bin Laden, tal como Saddam Hussein não foram gerados pelos EUA, mas todos sabem que durante largo período das suas existências foram moldados pelos adidos e conselheiros dos Estados Unidos da América, pode portanto dizer-se que os EUA estão a comer pão amassado por eles mesmos, e o resto do mundo está a ser vitima de monstros projectados pela chamada “maior democracia do mundo”
Até parece que você descobre a pólvora ao afirmar que “iriam direitinhos aos EUA”, vão-lhe atribuir um Nobel por essa sua descoberta, esses seus EUA que também se chamam Canadá, Austrália, por aí adiante.
A sua frequente preocupação em mostrar-nos que é instruído, superior aos demais até, cai pela base quando faz afirmações ligeiras (à JMS).
Os EUA são, e pelos vistos vão continuar a ser o invasor, e o resto do Ocidente vai continuar a pagar a factura.
O petróleo e a indústria de armamento continuam a dominar os interesses, há no entanto movimentações que levam a acreditar que as receitas do petróleo podem vir a reverter mais a favor das populações dos países produtores.
A Arábia Saudita e os EUA são os maiores responsáveis pela anarquia (benéfica para eles) que reina no mundo do petróleo, e até podemos afirmar que indirectamente os EUA financiam a Al Qaeda, através da família real saudita que, como é publico, paga uma taxa de segurança à organização terrorista para que não façam atentados no seu território.
Ao senhor Meditador dói-lhe muito quando se diz mal da América ou do seu presidente, no entanto nunca o vi defender Portugal quando chegam os ataques por vezes mal educados, como os de um tal Trindade ou Júlio Silva, que até usa um e-mail inexistente. Não acha estranho que alguém como o Bush filho, com um passado ligado ao álcool, com um QI mais que demonstrado que só rende o que se lhe pode exigir, tenha chegado a presidente de um país como os Estados Unidos da América? Acha que tal acontecimento não quer dizer nada?
Durão Barroso à frente do Mercado Comum, também não significa nada para si?
Já sei, o seu candidato às próximas eleições presidenciais em Portugal é o Emplastro, o Animal da Madalena.

O FADO DO GUNA

De Vila Chã foi prás Antas
E de lá prá Boavista
Acabou no viaduto
À procura d(o)a benquista

Agradou-se do colar
Gosta de andar adornado
Vai levar mais uma vez
Vai ficar endiabrado

O tipo de rima que usa
Há praí aos pontapés
Usa usa e abusa
De uns tantos clichés

A Deus quer-se igualar
Mandou nome pró *concurso
Não se parece a ninguém
A não ser um velho urso.

Já ninguém curte o bichinho
Anda muito desanimado
E para matar o tempo
Ó Guna canta-me um fado

*Os maiores portugueses
Na gravura a desarrumação no quarto do tá de guna, e o cheiro?

LADRÃO QUE ROUBA A LADRÃO

Foi assaltada uma unidade hoteleira no concelho de Paredes Distrito do Porto.
O assaltante, um jovem que aparentava vinte e poucos anos, actuou armado e de cara destapada, conseguiu intimidar o funcionário da recepção do hotel, retirar 50 euros da caixa registadora e pôr-se em fuga a pé, dirigindo-se a um monte próximo.
Até aqui tudo normal, só mais um assalto.
Acontece que a GNR, alertada pelo alarme accionado pelo funcionário do hotel ainda com o ladrão à sua frente, chegou passados 4 minutos após a fuga do ladrão, não seria difícil com quatro ou cinco elementos cercar o monte e capturar o delinquente.
Não, a GNR não saiu do hall do hotel, assalto à mão armado é da responsabilidade da Polícia Judiciária.
Tudo normal ainda…
Anormal é alguém ter tido lata para assaltar um hotel cujo nome é “Hotel Zé do Telhado”!
(zé do telhado à direita, o de barba)
----------------------------------------
UM POUCO DE HISTÓRIA

por Guilherme Pereira
(Jornalista)


Zé do Telhado


Zé do Telhado, titular da Ordem da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito, permanece no imaginário popular como um assaltante que roubava aos ricos para dar aos pobres. O mito e as lendas têm servido para ocultar um processo judicial feito de mentiras e provas forjadas.


Na campa, onde jaz, consta uma data de nascimento igualmente falsa. As quadrilhas integravam padres, morgados, administradores, empresários e alfaiates. Nunca foram julgados. A História reconduz-nos a julgamentos recentes, alguns dos quais da actualidade...

Na noite de 16 para 17 de Março de 1857, Zé do Telhado é já alvo de uma caça ao homem sem precedentes. Tinha renovado a quadrilha, agora constituída por Zé do Telhado e o irmão Joaquim, António da Cunha, o Silva mestre pedreiro, a senhora Tomásia, Joaquim Pinto e a mulher, donos de uma estalagem , o Morgado António Faria, o padre Torquato José Coelho Magalhães, o alfaiate Miguel Exposto, o Morgado da Magantinha(António Ribeiro de Faria) e o administrador Albino Leite.

Zé do Telhado resolve pernoitar em Amarante, cujo administrador, José Guedes Cardoso da Mota, fora avisado que o fugitivo passaria a noite na casa de Manuel Teixeira, do Sardoal.

Cabos de ordens, tropas de caçadores e regedores das freguesias são mobilizados em peso para a captura, cujo comando fora confiado ao regedor Alves, de São Gonçalo.

Cercaram a casa durante a noite. Mal irrompessem os primeiros raios de sol, por imposição legal, o assalto e as prisões consumar-se-iam. A mulher do dono da casa, quase de madrugada, apercebeu-se do cerco e tentou alertar Zé do Telhado, entretanto ocupado a cuidar do visual.

Nas situações mais dramáticas, o homem cofiava a barba hirsuta, ajeitava o paletó, empertigava a peitaça frente ao espelho.

Dirigiu-se a uma janela e interpelou um dos cabos. ”Quem anda aí? – as palavras de Zé do Telhado rasgaram a noite gelada. A resposta chegou e trazia mau augúrio: ”É o regedor da freguesia. Por ora não queremos nada, o que queremos será mais logo”. O foragido dirige-se para o lado oposto da casa e abre outra janela. ”Tu, que estás detrás do carvalho, sai!.. senão morres!”

Ao grito da última palavra, colou-se um tiro que aterrorizou a patroa. “Entregue-se, senhor, que eles não lhe fazem mal” – ajoelhou-se a mulher. Zé do Telhado nem ouviu. Ao nascer do dia, para surpresa geral, abre a porta de casa e aparece de peito feito. Desce os degraus e simula que se vai entregar. Em tropel, a tropa lança-se sobre a criatura. O gesto é fulgurante - recua, entra de novo em casa, bate com a porta, foge pelas traseiras, galgando um monte.

Os sitiantes seguiram-lhe no encalço. Sentindo-se perseguido, desfechou um tiro. Depois, outro. Estava morto o regedor Alves, comandante do pelotão destroçado.

A verdade histórica confronta-se, hoje, com as versões oficiais e a lenda de José Teixeira da Silva, nascido em 1818 no lugar do Telhado, freguesia de Castelões de Recezinhos, concelho de Penafiel.

Aos 14 anos, o garoto muda de ares e vai residir para casa do tio João Diogo, no lugar de Sobreira, freguesia de Caíde de Rei, concelho de Lousada. Castrador e tratador de animais, acolhe o sobrinho, interessado em aprender o ofício. Diogo tinha vida abastada e deu abrigo a José Teixeira da Silva durante cinco anos.

Agosto quente, festa da Senhora da Aparecida, 13 de Agosto, dia de folguedo geral no lugar. José Teixeira descobre o aceno de um lenço branco por detrás de uma janela, na casa onde morava.

Ana Lentina, a prima, faltara ao festim. Afogueado, o moço galga o portão e corre para os braços da prima. Um beijo subtil e cinco palavras de amor selaram uma paixão que acabaria em casamento e tragédia. Tinha 19 anos.

Pouco depois, assenta praça no quartel de Cavalaria 2, os “Lanceiros da Rainha”. Corria o mês de Julho de 1837. Rebenta a “Revolta dos Marechais”, contra o partido dos setembristas e pela restauração da “Carta Constitucional”. Os lanceiros alinham com os revoltosos, desbaratados a 18 de Setembro.

O general Schwalback, líder da insurreição, foge para Espanha e leva José Teixeira, que se distinguira em combate. A caminho do exílio, o intrépido recebe a notícia de que o tio, finalmente, abençoara o seu casamento com Ana.

Regressado com um perdão a Portugal, troca alianças a 3 de Fevereiro de 1845. A 7 de Novembro, nasce a primeira filha do casal – Maria Josefa.

Grassava no país uma revolta larvar contra o governo de Costa Cabral. O povo, ajoujado a impostos e arbítrios, aproveita a publicação da “Lei de Saúde Pública”- que proíbe os funerais nas igrejas e impõe aos cadáveres um exame por mandatários do governo, em detrimento dos cirurgiões locais – e amotina-se por todo o Minho contra as “papeletas da ladroeira”.

Estala a 23 de Março a “Revolução da Maria da Fonte”, liderada por mulheres. As quatro cabecilhas da revolta são presas dois dias depois, mas o rastilho espalha-se a Trás-os-Montes.

Há soldados que desertam para o lado dos insurretos. Chaves adere, depois Póvoa de Lanhoso, Vila Real, Guimarães. Centenas de revoltosas são presas pelos soldados e libertadas por companheiras.

José Teixeira foi o líder militar da insurreição, à qual aderiram pés descalços e o General-Visconde de Sá da Bandeira, às ordens de quem fica o sargento Silva. Logo se distingue na expedição a Valpaços.

Os actos de bravura, despojamento, apurado instinto militar, num combate que perdeu, valeram-lhe a mais alta condecoração que ainda hoje vigora em Portugal: a ” Ordem da Torre e Espada, do Valor, Lealdade e Mérito”.

O pior viria depois.

Derrotado, aconchega a condecoração, tira as divisas de sargento e voa como um pássaro para os braços da mulher e dos cinco filhos. Os vencedores atacaram a canalha. José Teixeira é perseguido, atola-se em dívidas por impostos que não consegue pagar e é expulso das Forças Armadas.

Não há quem lhe dê ofício, a todas as portas bateu – todas se lhe fecharam.

Assim nasce o Zé do Telhado que faria lenda.

Nesse tempo, Custódio, o “Boca Negra”, capitaneava a maior quadrilha de bandoleiros que aterrorizou as duas beiras em 1842. Conhecia, de gingeira,as façanhas militares de José Teixeira.

Ferido num dos assaltos, “Boca Negra” leva Teixeira a um casario meio abandonado onde se acoitava o bando. Apresentam-se à luz da vela - o “Tira-Vidas”, “O Girafa”, o “Sancho Pacato” o “Veterano” e o “Zé Pequeno”. Para o assalto do dia seguinte, “Boca Negra”, o líder ferido, informa a quadrilha que José Teixeira o substituiria no comando.

A bola de neve cresceu, imparável.

Zé do Telhado faz e reorganiza quadrilhas, ganha fama de generoso e audaz pelas vítimas que escolhe para os assaltos e o destino do dinheiro ou das jóias – os desgraçados com que se cruzava e, antes de tudo, a “ minha rica mulher e os queridos filhinhos”, como os viria a chamar, mais tarde, ao companheiro de prisão Camilo Castelo Branco.

A fama do bandoleiro atravessa o país. O temido Zé do Telhado emite, aos que estimava, um salvo conduto com a sua assinatura e esta informação:

” O portador deste salvo-conduto pode passar livremente e mando que o ajudem quando for preciso”.

Com as autoridades no seu encalço por todo o país, mil vezes o cercaram, mil vezes se escapuliu o tenebroso. Vendo-se perdido, decide fugir para o Brasil. Escondeu-se na barca “Oliveira”, acostada no Porto, onde lhe dera guarida nos últimos três dias Ana Vitória, uma das suas vítimas que passou a idolatrá-lo e sobre quem disse haver pessoas “de bem que nunca deram às classes humildes um centésimo do que lhes deu Zé do Telhado.” Desarmado e a horas de zarpar, Zé do Telhado é preso no esconderijo, a 5 de Abril de 1861.

Às dez da manhã do dia 25 de Abril, começa no tribunal de Marco de Canaveses o julgamento de José Teixeira da Silva.

No dia 27, às duas da madrugada, o júri, presidido pelo juíz António Pereira Ferraz, considerou Zé do Telhado culpado da prática de doze crimes. Roubos, um homicídio, organização de quadrilha de assaltantes e a tentativa de evasão sem passaporte.

“Condeno o réu José Teixeira da Silva da freguesia de Caíde de Rei, comarca de Lousada, na pena de trabalhos públicos por toda a vida na Costa Ocidental de África e no pagamento de custas” – assim determinou o tribunal.

O julgamento, sabe-se hoje, foi uma farsa. Uma consulta, ainda que superficial, a todos os documentos oficiais que constam no Tribunal da Relação do Porto e no Arquivo Distrital do Porto não deixam qualquer margem para dúvidas.

Alguns dos membros das quadrilhas chefiadas por Zé do Telhado foram arroladas pela acusação e safaram-se. Morgados, padres, administradores e regedores que tinham cometido os mesmos crimes do réu nunca seriam acusados ou perseguidos.

Várias testemunhas de acusação nada viram, de tudo souberam por terem ouvido.

Consta do processo que António Ribeiro, pedreiro, ”ouviu dizer que fora o querelado José do Telhado a roubar”. Alexandre Nogueira, comerciante, “não sabe que armas feriram o regedor se as do querelado se as dos sitiantes”. António da Silva, lavrador, “soube pelo ouvir dizer do padre roubado que o Zé do Telhado fora um dos que penetrara dentro da casa armado e isto tem ouvido ao povo”. Manuel de Sousa, lavrador, disse que “ sabe por ser bem público que tivera lugar o roubo de que se trata no dia pela forma que nos autos se declara”. Timóteo José de Magalhães, lavrador, “ disse que sabe pelo ter ouvido ao povo que tivera lugar o roubo de que se fala nos autos”. Francisco Moreira da Cunha, lavrador, “ouviu dizer e ser público e notório que o réu José Teixeira e o irmão estavam para embarcar para o Brasil”.

Só um tiro sairia pela culatra à acusação. Francisco António de Carvalho, lavrador, afirmou que “ o Zé do Telhado pagava crimes que não tinha cometido e ouviu dizer que se havia combinado com o administrador do concelho para imputar os dois crimes de roubo ao Zé do Telhado”.

Os quadrilheiros nobres evadiram-se para o Brasil, como sucedeu com o padre Torcato, ou colaboraram com a acusação, a troco da ilibação. O historiador Campos Monteiro analisou os autos e emitiu um parecer a este respeito:

“ É de crer que nesta altura se movimentassem altas influências tendentes a ilibar estas parelhas de bandidos engravatados. O facto é que saíram em liberdade. E é natural que o administrador, ao mesmo tempo que os inocentava, procurasse aproveitá-los ”.

O caso da ilibação do Morgado da Magantinha está igualmente documentado nos autos. Após a fuga do padre Torcato, a acusação subornou a testemunha António Eliziário que, perante o juíz, afirmou saber que “Margantinha foi um dia convidado pelo padre Torcato a ir ter à capela de Santa Águeda e, indo ali, o encontrou com alguns membros da quadrilha e quatro bois roubados”, pedindo-lhe “ o padre que tomasse conta dos bois para os vender, mas o Margantinha recusou-se”.

A verdadeira história do mito Zé do Telhado está mal contada, a começar pela data de nascimento que lhe é atribuída – na campa aparece 1815, em vez de 1818 – e culminando no julgamento relâmpago que durou menos de dois dias úteis.

Foram subtraídas testemunhas indispensáveis, promovidas declarações falsas e adulterados os critérios de escolha dos jurados. Em vez do sorteio, foram escolhidos a dedo conhecidos inimigos de Zé do Telhado. Condenado ao degredo, José Teixeira da Silva desembarcou em Luanda, seguindo para Malange, onde viveu cerca de um ano.

Palmilhou cada légua das terras da Lunda.

Fez-se negociante de borracha, cera e marfim.

Casou-se com uma angolana, Conceição, de quem teve três filhos. Cresceu-lhe a barba, até ao umbigo.

Era, para os angolanos, o “quimuêzo” – homem de barbas grandes.

Viveu desafogado, financeiramente. As saudades da mulher e dos cinco filhos levaram-no mais cedo.

Morreu, moído de remorsos, aos 57 anos.

Sepultado na aldeia de Xissa, a meia centena de quilómetros de Malange, os negros ergueram-lhe um mausoléu.

Hoje, fazem-se romagens à campa do mito.

Os anciãos de Malange dizem que, embora fosse um homem austero, tinha um grande coração e nunca deixava cair um pobre.

Zé do Telhado


P.S.1

O julgamento de Zé do Telhado iniciou-se em 25 de Abril de 1859, com acusação pública em 9 de Dezembro do mesmo ano. Foi condenado na pena de trabalhos públicos por toda a vida, na costa ocidental de África e no pagamento das custas. Esta pena foi mantida pelo Tribunal da Relação do Porto, cujo acórdão de sentença substituíu a expressão "costa ocidental de África", por "Ultramar".

Por acórdão da mesma instância, foi comutada a pena aplicada na de 15 anos de degredo para a África Ocidental, que contou desde a data de publicação do Decreto de 28 de Setembro de 1863.

A condenação deu como provados os seguintes crimes: tentativa de roubo, na forma tentada, em casa de António Patrício Lopes Monteiro, em Santa Marinha do Zêzere, comarca de Baião, homicídio na pessoa de João de Carvalho, criado de Ana Victória de Abreu e Vasconcelos, de Penha Longa, Baião, roubo na casa de referida senhora (Casa de Carrapatelo) de objectos de ouro e prata no valor de oitocentos mil e um conto de reis e algumas sacas com dinheiro, cujo valor a queixosa calculou em doze contos de reis, ainda que revelasse desconhecer os montantes visto que o dinheiro se encontrava na casa mortuária onde jazera, poucos dias antes, seu pai, e, após isso, ela ainda nem sequer lá voltara a entrar, roubo em casa do Padre Padre Albino José Teixeira, de Unhão, comarca de Felgueira, no valor de um conto e quatrocentos mil reis em dinheiro e ainda objectos de prata e outro, outro homicídio na pessoa de um correligionário, ferido num confronto com as autoridades.

Para além de outros crimes de roubo e de resistência à autoridade, foi também condenado como autor e chefe de associação de malfeitores e de tentativa de evasão do reino sem passaporte, com violação dos regulamentos policiais.

sábado, 29 de dezembro de 2007

O TÁ DE GUNA

Enviaram-me uma foto do tá de guna, tdg, torre de esterco ou lá como se chama esse monte de merda. Quem ma enviou diz que a foto se reporta aos tempos em que o Torre da Guia era uma bicha famosa lá pelas colónias. Ainda é parecido com o castelo branco, não é? ahahahahaTodo cor de rosinha, ahahahahah, panão...
Então cagalhão? Apareces na tua terra ou tens medo?
Não disseste que vinhas? ahahahahah...
Covardolas...


sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

AHAHAHAHAH...

PODEM CHAMAR-HE MAL LAVADO, MAS QUE O GAJO É UM INVENTOR, ISSO NINGUÉM DUVIDA.
Para arranjar uns cobres andou pelos circos a fazer equilibrismo nos próprios cornos.

COMO TEM AS COSTAS LARGAS A AL QAEDA

As notícias esta manhã defirem de emissora para emissora, de país para país.
Enquanto alguns noticiam que a Al Qaeda reevindicou o atentado que tirou a vida a Benazir Buto, outros desmentem afirmando que não se confirma tal reevindicação.
Foi o General Pervez Musharraf, actual presidente do Paqujiatão, quem garantiu a Benazir Buto que podia regressar ao seu país em segurança, logo é ele o primeiro responsável, mesmo que não tenha sido ele quem encomendou o atentado de ontem.
Des Contente

NOMES ESQUISITOS

Abaixo encontrarão uma lista de nomes que transcrevo para que, quem ainda não conhecia, se rir um pouco.
O Brasil é um alfobre desses nomes, em Portugal, se afirmar que o Alentejo encabeça a lista não me devo enganar, vindo depois o Algarve, e por último as comunidades piscatórias espalhadas pelo país.
Já me disseram que na Madeira também há bastantes nomes fora do comum, mas aí não é de estranhar, eles chamam jardim a um monte de lixo, logo…
Como dizia, é frequente aparecerem nomes invulgares nas comunidades pesqueiras e eu acabei de encontrar mais um.
Por razões que não interessam, mudei-me de armas e bagagens para a praia de Vila Chã/Vila do Conde onde frequentemente faço umas pescarias, apanho sol, almoço e jogo umas suecadas no café da D. Eduarda, e converso, aliás, escuto, adoro escutar os velhos lobos do mar, chego a passar tardes a ouvi-los contar as aventuras e desventuras da pesca ao bacalhau, etc.
Ontem depois da janta, já tardote, veio à baila mais um nome que, como nome de gente, eu nunca tinha escutado.
Cláudico, já conheciam? Eu não.
Eu tentei emendar o mestre Joaquim, “ó mestre, não será Cláudio?”, “não” disse ele “é Claudico mesmo, mora num quartito mal amanhado lá para a sua terra o Porto, e olhe, soube que você estava cá e parece que vem aí só para o conhecer”.
Esperemos que o Claudico apareça até dia 15 para eu lhe apertar os ossos (cumprimentar), agora também eu estou curioso por ver a cara do coiso.

Des Contente
---------------------------------
Lista de nomes

Os nomes foram coletados a partir de listas públicas,
como uma relação de segurados com nomes estranhos
divulgada pelo extinto INPS na década de 80, e pesquisas
em cartórios realizadas por autores de livros
especializados.

Abrilina Décima Nona Caçapavana Piratininga de Almeida,
Abxivispro Jacinto,
Acheropita Papazone,
Adalgamir Marge,
Adegesto Pataca,
Adoração Arabites (masculino),
Aeronauta Barata,
Agrícola Beterraba Areia Leão,
Agrícola da Terra Fonseca,
Alce Barbuda,
Aldegunda Carames More (masculino),
Aleluia Sarango,
Alfredo Prazeirozo Texugueiro,
Alma de Vera,
Amado Amoroso,
Amável Pinto,
Amazonas Rio do Brasil Pimpão,
América do Sul Brasil de Santana,
Amin Amou Amado,
Amor de Deus Rosales Brasil (feminino),
Anatalino Reguete,
Antônio Americano do Brasil Mineiro,
Antonio Buceta Agudim, Antonio Camisão,
Antonio Dodói,
Antonio Manso Pacífico de Oliveira Sossegado,
Antonio Melhorança,
Antônio Morrendo das Dores,
Antonio Noites e Dias,
Antônio P. Testa,
Antonio Pechincha,
Antônio Querido Fracasso,
Antonio Treze de Junho de Mil Novecentos e Dezessete,
Antônio Veado Prematuro,
Apurinã da Floresta Brasileira,
Araci do Precioso Sangue,
Argentino Argenta,
Aricléia Café Chá,
Armando Nascimento de Jesus,
Arquibaldo Nana do Mercado,
Arquiteclínio Petrocoquínio de Andrade,
Asteróide Silverio,
Ava Gina (em homenagem a Ava Gardner e Gina
Lolobrigida),

Bananéia Oliveira de Deus,
Bandeirante do Brasil Paulistano,
Barrigudinha Seleida,
Benedito Autor da Purificação,
Benedito Camurça Aveludado,
Benedito Frôscolo Jovino de Almeida Aimbaré Militão de
Souza Baruel de Itaparica Boré Fomi de Tucunduvá,
Benigna Jarra,
Benvindo Viola,
! Bispo de Paris,
Bizarro Assada,
Boaventura Torrada,
Bom Filho Persegonha,
Brandamente Brasil,
Brasil Washington C. A. Júnior,
Brígida de Samora Mora Belderagas Piruégas,
Bucetildes (chamada, pelos familiares, de Dona Tide),

Cafiaspirina Cruz,
Capote Valente e Marimbondo da Trindade,
Caius Marcius Africanus,
Carabino Tiro Certo,
Carlos Alberto Santíssimo Sacramento Cantinho da Vila
Alencar da Corte Real Sampaio Carneiro de Souza e Faro,
Caso Raro Yamada,
Céu Azul do Sol Poente,
Chananeco Vargas da Silva,
Chevrolet da Silva Ford,
Cincero do Nascimento,
Cinconegue Washington Matos,
Clarisbadeu Braz da Silva,
Colapso Cardíaco da Silva,
Comigo é Nove na Garrucha Trouxada,
Confessoura Dornelles,
Crisoprasso Compasso,

Danúbio Tarada Duarte,
Darcília Abraços de Carvalho Santinho,
Deus Magda Silva,
Deus É Infinitamente Misericordioso,
D! eus Quer Magalhães Mota,
Deusarina Venus de Milo,
Dezêncio Feverêncio de Oitenta e Cinco,
Dignatario da Ordem Imperial do Cruzeiro,
Dilke de La Roque Pinho,
Disney Chaplin Milhomem de Souza,
Dolores Fuertes de Barriga,
Dosolina Piroca Tazinasso,
Drágica Broko,

Ernesto Segundo da Família Lima,
Esdras Esdron Eustaquio Obirapitanga,
Esparadrapo Clemente de Sá,
Espere em Deus Mateus,
Estácio Ponta Fina Amolador,
Éter Sulfúrico Amazonino Rios,
Excelsa Teresinha do Menino Jesus da Costa e Silva,

Faraó do Egito Sousa,
Fedir Lenho,
Felicidade do Lar Brasileiro,
Finólila Piaubilina,
Flávio Cavalcante Rei da Televisão,
Francisco Notório Milhão,
Francisco Zebedeu Sanguessuga,
Francisoreia Doroteia Dorida,
Fridundino Eulâmpio,

Gerunda Gerundina Pif Paf,
Gigle Catabriga,
Graciosa Rodela D'alho,

Heubler Janota,
Hidráulico Oliveira! ,
Himineu Casamenticio das Dores Conjugais,
Holofontina Fufucas,
Homem Bom da Cunha Souto Maior,
Horinando Pedroso Ramos,
Hugo Madeira de Lei Aroeiro,
Hypotenusa Pereira,

Ilegível Inilegível,
Inocêncio Coitadinho,
Isabel Defensora de Jesus,
Izabel Rainha de Portugal,

Jacinto Fadigas Arranhado,
Jacinto Leite Aquino Rego,
Janeiro Fevereiro de Março Abril,
João Bispo de Roma,
João Cara de José,
João Cólica,
João da Mesma Data,
João de Deus Fundador do Colto,
João Meias de Golveias,
João Pensa Bem,
João Sem Sobrenome,
João Suíno de Oliveira,
Joaquim Pinto Molhadinho,
José Amâncio e Seus Trinta e Nove,
José Casou de Calças Curtas,
José Catarrinho,
José Machuca,
José Maria Guardanapo,
José Padre Nosso,
José Teodoro Pinto Tapado,
José Xixi,
Jovelina Ó Rosa Cheirosa,
Jotacá Dois Mil e Um,
Juana Mula,
Jú! lio Santos Pé-Curto,
Justiça Maria de Jesus,

Lança Perfume Rodometálico de Andrade,
Leão Rolando Pedreira,
Leda Prazeres Amante,
Letsgo (de Let's go),
Liberdade Igualdade Fraternidade Nova York Rocha,
Libertino Africano Nobre,
Lindulfo Celidonio Calafange de Tefé,
Lynildes Carapunfada Dores Fígado,

Magnésia Bisurada do Patrocínio,
Manganês Manganésfero Nacional,
Manolo Porras y Porras,
Manoel de Hora Pontual,
Manoel Sovaco de Gambar,
Manuel Sola de Sá Pato,
Manuelina Terebentina Capitulina de Jesus Amor Divino,
Marciano Verdinho das Antenas Longas,
Maria Constança Dores Pança,
Maria Cristina do Pinto Magro,
Maria da Cruz Rachadinho,
Maria da Segunda Distração,
Maria de Seu Pereira,
Maria Felicidade,
Maria Humilde,
Maria Máquina,
Maria Panela,
Maria Passa Cantando,
Maria Privada de Jesus,
Maria Tributina Prostituta Cataerv! a,
Maria-você-me-mata,
Mário de Seu Pereira,
Meirelaz Assunção,
Mijardina Pinto,
Mimaré Índio Brazileiro de Campos,
Ministéio Salgado,

Naida Navinda Navolta Pereira,
Napoleão Estado do Pernambuco,
Napoleão Sem Medo e Sem Mácula,
Natal Carnaval,
Necrotério Pereira da Silva,
Novelo Fedelo,

Oceano Atlântico Linhares,
Oceano Pacífico,
Olinda Barba de Jesus,
Orlando Modesto Pinto,
Orquerio Cassapietra,
Otávio Bundasseca,

Pacífico Armando Guerra,
Padre Filho do Espírito Santo Amém,
Pália Pélia Pólia Púlia dos Guimarães Peixoto,
Paranahyba Pirapitinga Santana,
Pedra da Penha,
Pedrinha Bonitinha da Silva,
Pedro do Cacete da Silva,
Percilina Pretextata Predileta Protestante,
Peta Perpétua de Ceceta,
Placenta Maricórnia da Letra Pi,
Plácido e Seus Companheiros,
Pombinha Guerreira Martins,
Primeira Delícia Figueiredo Aze! vedo,
Primavera Verão Outono Inverno,
Produto do Amor Conjugal de Marichá e Maribel,
Protestado Felix Correa,

Radigunda Cercená Vicensi,
Remédio Amargo,
Renato Pordeus Furtado,
Ressurgente Monte Santos,
Restos Mortais de Catarina,
Rita Marciana Arrotéia,
Rolando Caio da Rocha,
Rolando Escadabaixo,
Rômulo Reme Remido Rodó,

Safira Azul Esverdeada,
Sansão Vagina,
Sebastião Salgado Doce,
Segundo Avelino Peito,
Sete Chagas de Jesus e Salve Patria,
Sete Rolos de Arame Farpado,
Simplício Simplório da Simplicidade Simples,
Soraiadite das Duas a Primeira ,

Telesforo Veras,
Terebentina Terepenis,
Tospericagerja (em homenagem à seleção do tri: Tostão,
Pelé, Rivelino, Carlos Alberto, Gerson e Jairzinho),
Tropicão de Almeida,

Última Delícia do Casal Carvalho,
Último Vaqueiro,
Um Dois Três de Oliveira Quatro,
Um Mesmo de Almeida,
! Universo Cândido,
Usnavy (em homenagem à U.S.Navy, a Marinha Americana),

Valdir Tirado Grosso,
Veneza Americana do Recife,
Vicente Mais ou Menos de Souza,
Vitória Carne e Osso,
Vitimado José de Araújo,
Vitor Hugo Tocagaita,
Vivelinda Cabrita,
Voltaire Rebelado de França,

Wanslívia Heitor de Paula,

Zélia Tocafundo Pinto.

AI NÃO VAI NÃO


COMENTANDO: A burla , nova tentativa. - Trindade - 27-12-2007
(DESABAFE CONNOSCO DO JN)

Não vai com aqueles que não quiseram ficar cá a "vergar a mola" como o senhor escreveu há dias, não vai com negativismos como o que o senhor perfilha e difunde aos quatro ventos na tentativa vã de incutir o mesmo sentimento nos outros.
Não vai com os emigrantes que só se lembram de Portugal quando querem beneficiar das regalias para eles criadas, ou pura e simplesmente jogarem com a taxa cambial.
Não vai com os Velhos do Restelo, que é como quem diz os retornados inadaptados e os bajuladores de Salazar.
E também não ajuda nada a postura de alguns moderadores do JN, como o que hoje deixou passar o texto do senhor Trindade que agora comento, e censuram outros inofensivos.
Já agora um desafio…
Senhor moderador que me está a ler, se é homem publique lá este, se é mulher, se eu lhe mandar uma flor, publica?
Já sei que não.
De todas as formas um Bom Ano para o JN e para os funcionários.
Espero que a reestruturação que se tem vindo a notar nos órgãos da comunicação social não se traduza em despedimentos no nosso JN.
(NA FOTO O TEIXEIRA, JÚLIO SILVA, OU LÁ COMO SE CHAMA O CALHAU COM DOIS OLHOS)




AOS FILHOS DA ALVORADA

GOSTAS DO BENQUISTO COLAR? ATÉ É EM TONS DE AZUL.

quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

APAREÇAM NA PRAIA DE VILA CHÃ, VILA DO CONDE

A porta está sempre aberta.

LÁ PARA MEADOS DE JANEIRO

Chega mais uma ambulância (na foto) ofertada pelos nossos queridos luso-panascamaricanos.

A NOSSA SETORA DEVE TER ESTADO NOS STATES


Lá também já acendem velas
por tudo e por nada.

BRIGADA DA CHUPETA

Foi assim que ficou conhecido um grupo de soldados americanos (na foto) que tentaram fazer-se malucos para fugir à guerra do Iraque. AHAHAHAHAH

PRENDA DE NATAL (ATRASADA) PARA OS SAUDOSISTAS

Digam lá se sou ou não bom rapaz... AHAHAHAHAH!!!

"TOP SECRET"


A voz que hoje ouviram comentar a morte da líder da oposição no Paquistão era de um sósia, o presidente Bush apanhou uma tosga na consoada que ainda a está a curar. Ahahahahahah

AO CUIDADO DO EXMO. SENHOR DUARTE MARQUES PINTO

Caro "du Pito"
Venho por este meio informar V.Excia., que um tal Trindade, ou Julio Silva, acaba de receber o tratamento directo que em tempos decidi ofertar ao nosso amigo comum Marcolino Osório, vulgo Peregrino, ou Cocas, e a si mesmo, Advogado do Diabo, vulgo Duarte Marques Pinto, também conhecido como O MENTIROSO, ou o Calimero (mais recentemente).
Não me refiro à troca de correspondência com o Tá de Guna, que chegou a ser bastante animada, porque ele não conta, é um zero à esquerda, e depois quando recebia as mensagens dele ficava tudo empestado com cheiro a fezes.
Por acaso agora como estou na casa de praia bastava abrir a janela da frente e a dos fundos que o pivete lá se ia, mas corria o risco de ele querer (again) tentar fazer as pazes comigo, e eu com paneleiros passeantes noctívagos sub-viadutianos, nem de perto nem de longe.
Tudo isto para lhe dizer que o tal farrusco que hoje escreveu " A burla , nova tentativa. - Trindade - 27-12-2007 " no fórum Desabafe Connosco do JN também já teve tratamento personalizado e deve querer assinar a queixa que o caro elaborou.
A fechar, que tal se fossem como diz o brasileiro "tomar no cu"?
Vocês querem é ser meus carrinhos de mão (gravura)
Ahahahahahahah...
Des Contente

PROVOCAÇÃO

DE MÃO BEIJADA SE ENTREGA O OURO AO BANDIDO


Os apetites dos privados sobre a Caixa Geral de Depósitos são há muito conhecidos, Carlos Santos Ferreira conhece estratégias e clientes da CGD, e pode mudar assim para a concorrência?
Onde está a lei das incompatibilidades?
A meta será a CGD engolir o BCP?
Não acredito, mas no contrário já creio.
Depois de esvaziarem vários cofres (o da Caixa de Previdência incluso) os nossos políticos vão entregar a única instituição bancária que (alegadamente) nunca poderia falir, estamos entregues ao Espírito Santo, será que ele está de bem com Deus?
Anexei um artigo e vários comentários que acho muito esclarecedores.


“””” Carlos Santos Ferreira apresenta demissão da Caixa Geral na quarta-feira
Carlos Santos Ferreira irá demitir-se do cargo de presidente da Caixa Geral de Depósitos na próxima quarta-feira e no mesmo dia vai começar a fazer os contactos para a lista candidata à liderança do BCP.

Susana Teodoro

De acordo coma Lusa, que cita uma fonte próxima da Caixa Geral de Depósitos, Santos Ferreira irá aceitar o convite para se candidatar à presidência do BCP assim que deixar a liderança da Caixa, tendo "carta branca para escolher a equipa".

Segundo avançou ontem o Diário de Notícias, Armando Vara, um dos administradores da CGD, vai acompanhar Carlos Santos Ferreira para o BCP, mas uma fonte próxima do presidente do banco estatal garante que ainda não foram feitos contactos para a futura administração do BCP.

A mesma fonta afirmou que "Carlos Santos Ferreira fará como sempre fez nos locais em que exerceu funções idênticas, escolhendo a equipa, não olhando a critérios políticos, mas às qualidades de gestão".

As listas a eleger serão entregues ao presidente da mesa da assembleia-geral até ao dia 28, sexta-feira.

Entretanto, o Banco Comercial Português (BCP) já garantiu que as perdas relacionadas com alegados empréstimos a sociedades sedeadas em paraísos fiscais (‘off-shore’) para comprarem acções do próprio banco já foram integralmente reflectidas nas contas da instituição financeira.
Através de um comunicado divulgado pela Comissão do Mercado de Valores
Mobiliários (CMVM), o BCP anuncia que recebeu, a 21 de Dezembro, as conclusões preliminares das investigações que o regulador do mercado está a elaborar sobre "diversas entidades sedeadas em jurisdições ‘off-shore’ que terão sido financiadas pelo banco para comprarem acções da própria instituição financeira.

O BCP defende-se afirmando que não foi ouvido sobre as conclusões preliminares da CMVM e que não recebeu a informação em que o regulador se fundamenta para fazer as conclusões, concluindo que responderá às conclusões numa outra altura do processo.
-------------------
Comentários


PS amigo
Leva o Lapa porque ele não sabe fazer mais nada

Luis Justo
Há uns dias atras escrevi o seguinte comentário: «I - Vamos TODOS abrir os olhos: 1- Berardo está a agir assim PORQUÊ ?? 2- Agora que o BCP parecia estar a caminhar para a estabilidade, PORQUE é que Berardo ATACA o BANCO BCP? 3- Alguém acredita que Berardo está minimamente preocupado com pequenos accionistas eventualmente lesados há já muitos anos?? 4- Berardo ATACAVA o BCP alegadamente porque queria que Jardim Gonçalves se demitisse… Ora bem, Jardim Gonçalves já se demitiu... Então, o que faz mover AGORA Berardo?? 5- Estas campanhas de Berardo CONTRA o BANCO, nada mais fazem senão tentar destruir a sua credibilidade... e consequentemente fazem DESCER o valor das ACÇÕES do Banco... Ora, Berardo tem mais de 6% do BCP... e PERDE (aparentemente) milhões com estas SUAS próprias campanhas de destruição... Mas, PORQUE O FAZ então? QUAL a verdadeira razão que o move?? 6- Berardo é masoquista?? Berardo gosta de queimar o seu próprio dinheiro?! Claro que não! Sabe-se sobejamente que só o dinheiro move Berardo! Nem a sua colecção, sequer, teve a coragem de oferecer ao povo português, pelo contrário, exigiu ao Estado ser bem pago por ela. 7- As ÚLTIMAS actuações de Berardo NÃO estão a ajudar o BANCO BCP, nem estão a ajudar os pequenos accionistas (que perdem muito dinheiro com as DESCIDAS de cotação das acções do BCP).

Luis Justo
II- Vamos TODOS abrir os olhos: 8- Ou seja, actualmente, Berardo consegue passar de BESTIAL a BESTA, pois se ANTES as suas actuações eram (bem) justificadas pela vontade de querer expulsar do banco Jardim Gonçalves, AGORA as suas actuações (nefastas para o Banco e para TODOS os possuidores de acções do Banco) não encontram justificação no bom interesse do Banco ou no aumento das mais-valias para os accionistas... 9- Berardo actua HOJE claramente sozinho e a "CAPA" de defensor dos pequenos e "fracos" accionistas... tombou. De facto, não nos esqueçamos que Berardo insiste em "mexer" em questões ocorridas vários anos atrás e que, para além de hoje já não terem qualquer interesse financeiro, algumas delas parecem ter sido conduzidas para proteger PRECISAMENTE as cotações do Banco em alturas críticas da sua desvalorização. 10- Estando todos nós cansados de saber que em TODOS os Bancos existem, com grande probabilidade, ilegalidades semelhantes às que alegadamente existem no BCP e que, quando menor a dimensão accionista dos Bancos, ou o seu carácter mais Familiar, maiores as probabilidades de favorecimentos e desvios à regra do igual tratamento de accionistas e clientes... como explicar, racionalmente, estas investidas aparentemente trôpegas e sem grande nexo de Berardo contra o BCP (quando este nem será, muito provavelmente, o banco onde poderão ter ocorrido mais ilegalidades)? 11- Penso que o Futuro nos irá mostrar o verdadeiro Berardo… e QUEM vai sofrer com tudo isto serão os pequenos accionistas… que ele afirma querer defender. 12- “Não há almoços grátis…” Pensem bem nisto.» - HOJE já podemos RESPONDER a algumas destas Questões... Realmente, o que fazia correr Berardo era, afinal, o PS - Partido Socialista.

Pois
Já tá tudo abafadinho à boa maneira portuguesa.... O que fazia o sr da cmvm na altura? E Onde estava o sr que é agora ministro das finanças? O que fez o BdP quando analisou o financiamento do negócio(o administrador era o mesmo)? Onde está agora o "Desígnio Nacional"?

António
E ningiuém esceve nem investiga nada do Sr Berardo? Ganhou milhões à procura de ouro na areia? Hello? Ainda acreditam que a areia se tranforma em ouro? Mas que jornalismo isento .....

RICARDO PARICIO
Esta escolha é perfeitamente surrealista! O Dr. Santos Ferreira FOI UMA ESCOLHA POLITICA DO ACTUAL GOVERNO,e não escolheu um unico administrador da actual equipa. So faltava agora tb politizar a gestão do BCP! Os senhores accionistas estão mais interessados nos favores do Governo do que na eficiência da instituição. Continuaremos num clima de promiscuidade,agora com carácter politico! Depois admirem se dos resultados,até porque consta que irão para o BCP administradores que permitiram recentemente subscrições irregulares de acções da REN e da GALP,caso que o vosso jornal referiu mas não aprofundou.Era bom que a CNVM também aprofundasse este caso!

TOYNIB
AQUESCENTO AL COMENTARIO DO SR "POIS" ONDE ESTAVA O SR LUIS JUSTO

L.M.Limpo
Causa me muita estranheza a proposta de Berardo e de alguns outros nesta dupla que vem da Concorrência.Já não ha periodo de nojo.?Ou será apenas uma questão de dinheiro?Poeque nãop investigam os emprestimos recentes concedidos por esta dupla ao Sr.Berardo?

Luis Justo
Ainda vou escrever algo mais, pois estou indignado com o que se passa no BCP: Vi em Outubro o Sr. Berardo, no programa "Prós e Contras" da RTP-1, acusar o BPI de querer fazer "uma OPA sem dinheiro" ao BCP... Ora bem..., agora, o Sr. Berardo acha bem apadrinhar uma “OPA” do PS ao BCP, sem que o PS (aparentemente) pague 1 CENTIMO sequer? Em Outubro, sob influência da proposta de fusão do BPI, as cotações das acções do BCP ultrapassaram os 3,50. Veremos, agora, quanto vão valorizar as acções do BCP com esta OPA informal do PS e dos seus boys. O Sr. Berardo, de facto, devia andar mesmo muito preocupado com as perdas e ganhos dos pequenos accionistas (como ele disse na TV)... Imagino! Nem devia dormir, coitado...””””

COITADO DO ZÉ MARIA

Alguém me pode explicar porque razão o Zé Maria, que se diz de extrema-esquerda e letrado, trata abaixo de cão quem não tem formação académica?
Desde a primeira vez que o li me deixou a sensação de ser um falsete, eu dizia mesmo que era pseudónimo de outro habitual frequentador deste fórum.
Veio depois o exibicionismo dos canudos, os sites e fóruns onde publicou e escreve textos, as incursões na noite de Paris em cadeira de rodas, e como não podia deixar de ser o coitadinhismo nacional, porque ele aí continua Portuga.
Verdade ou não, a mim tanto se me dá como se me deu, lá apareceu a maleita (neste caso operação) que pôs toda a gente a desejar-lhe melhoras e rápido regresso, até eu vejam lá, e para quê?
Ou bebe e não devia porque já quase não tem “filtro”, ou fuma daquilo que faz rir, ou é consequência de tantas anestesias.

COISAS DUPINTO



Há dias pura e simplesmente cagou em quem o interpelou, fez que não ouviu, afastou-se uns dias e agora volta tipo calimero chorão a encostar-se com o tradicional "Caro".
Dai-lhe corda e ides ver como um dia destes também escrevestes e assinastes o nome dele, que o pariu.

Des Contente

JÁ SE RESPIRA MELHOR EM SANTA COMBA DÃO

A POCILGA (NA FOTO) FOI SELADA

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

TONY BLAIR

"Tony Blair, o ex-primeiro-ministro britânico, abandonou o anglicanismo para se converter à igreja católica, noticiou hoje a BBC Online. A especulação em torno desta mudança já existia quando Blair ainda habitava o número 10 da Downing Street, uma vez que a sua mulher e os filhos do casal são católicos."(in/Publico)
Porque razão não se converteu enquanto PM?
Porque o tacho falava mais alto.
Nas suas previsões para 2008, um conhecido bruxo/vidente da nossa praça, diz prever para 2008 o divórcio de dois ex-primeiros-ministros europeus, e que o destino deles é a clausura, já os vê orando juntos, de sandálias e hábito nos claustros de um convento.

Serão os dois Antónios? Guterres e Blair? Não revelou.

"Aliviem-lhe a náusea de viver no meio de tanta limpeza."

Quem? O Tá de Guna? Ahahahahahah...

Dentro da enxovia a que chama quarto já nem as baratas entram por causa do cheiro a azedo de tanto lixo em putrefacção, fora, é ele mesmo e os trapinhos que veste, exalam merda, porque julgam que o tema merda lhe é frequente nos beiços?
Porque é no meio dela que ele se sente bem, aliás, ele, já é ela...
Ahahahahahahah...
Por causa dela (merda) já ele TdG, desistiu há muito de companhia feminina, há uns anos a esta parte é mais garotos, ahahahahah...
À falta de "pingos", tenta o engate debaixo do viaduto, ahahahahah...
VIVA A MERDA DO ANTÓNIO TORRE DA GUIA, ahahahahahahahah...
Sabiam que o rabeta do tgd concorreu os maiores de Portugal? ahahahahah, é verdade, ahahahahahah!!!

PRÓ ANO HÁ MAIS...




EHEHEH
!!!