quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

AFINAL ALCOCHETE

A decisão do Governo calará parte dos contestatários, resta-lhes agora o TGV. Diz-se que com o pressuposto do aeroporto na Ota muitos Chicos espertos (ricos) terão há muito tempo investido em terrenos que mais tarde seriam expropriados, terão de os ensacar e vender como enchidos.
Há no entanto vários lesados, os Portugueses que viram os seus terrenos semi-embargados devido ao pressuposto referido, estes, os que apresentaram projectos e os viram indeferidos por causa do provável aeroporto deverão ser indemnizados, acho eu.

Partamos então para a opção que parece agradar à maioria, agora aparecerão os ambientalistas, os que defendem Portela mais um, vão ver, isto ainda vai dar uma “grande volta” como dizem os Gatos.
Daqui a uns tempos, teremos moradores de Alcochete a manifestar-se contra o ruído provocado pelos aviões, se calhar alguns que agora batem palmas à decisão do Governo.

O ser humano é assim, um eterno insatisfeito, e ainda bem.

Vão ver que é desta que o nosso colega de Viana do Castelo diz bem do PM, nem que seja um “finalmente”…!

3 comentários:

valdemar disse...

É um prazer visitar o seu "sitio" principalmente quando me convidam.
E você gosta da opção?
Quer a minha opinião?
Para mim desde que seja mais barata,que não alimente especulações e que sirva os interesses do Pais ,está tudo ok.
Quanto ao resto Jamais..
O cato é o Primeiro -Ministro ou o ministro das Obras Publicas?
Cumprimentos.

Des Contente disse...

Caro Valdemar, deixe que comece por lhe dar os parabéns pelo seu Blogg "5 stars".
Quanto à localização penso exactamente o mesmo, o argumento da distância dos grandes centros urbanos não colhe, quem já viajou um pouco sabe que não aterra no centro das capitais, claro que o custo para um país com os problemas económicos de Portugal é a razão fundamental.
Eu só queria ser mosquito e passear por alguns escritórios e casas de gente que recebeu antecipadamente a dica de que o aeroporto se construiria na Ota e desataram a comprar por lá terrenos.
Quanto ao resto eu já sei que o "camarada" nem que Sócrates ponha Portugal na linha da frente da Europa, nem mesmo sob tortura seria capaz de dizer bem dele.
Abraço.

Ders Contente.

valdemar disse...

Se Sócrates puser o País na linha da frente posso lhe dizer eu pessoalmente reconheceria as suas capacidades.
Como é obvio como cidadão não posso deixar de desejar que Portugal melhore.